Crack. Ignorar é o seu vício?

Projetos


 


São Sebastião do Caí
Projeto Pai? Presente!

O projeto Pai? Presente! foi elaborado a partir de uma iniciativa da ONG Brasil sem Grades, e seu principal objetivo é mobilizar a comunidade de São Sebastião do Caí para combater, além da evasão escolar, as drogas, a delinquência juvenil e os comportamentos antisociais como vandalismo e prostituição infantil. Para alcançar tal meta foi extremamente relevante firmar parcerias com a Prefeitura Municipal e a Associação do Ministério Público.


Lajeado
Fórum Municipal de Enfrentamento à Drogadição

Em 2008 foi criado o Fórum Municipal de Enfrentamento à Drogadição, Exploração Sexual e Prevenção ao Abandono, com a participação do Ministério Público, por meio das promotorias, Judiciário, Executivo e Legislativo Municipal, entidades não-governamentais, Brigada Militar e Polícia Civil.
A iniciativa transformou-se em Fórum Municipal de Enfrentamento à Drogadição. A idéia é construir o Plano Municipal de Enfrentamento à Drogadição, que tem no consumo do crack seu principal alvo. Os eixos do plano serão: prevenção, repressão e atendimento. Um grupo de trabalho já está empenhado em formatar o projeto. O coordenador é o promotor Sérgio Diefenbach.


Montenegro
Montenegro contra o Crack
Montenegro contra o Crack

A partir de informações relatadas por mães de usuários de crack a um integrante da Central Única das Favelas (CUFA) em Montenegro, que posteriormente repassou os casos às autoridades do município, foi instituído o movimento Montenegro contra o Crack. Esta iniciativa tem o envolvimento de instituições como: Prefeitura Municipal, Ministério Público, Empresários, Brigada Militar e Polícia Civil. O grupo visa definir necessidades e buscar soluções práticas para o enfrentamento ao crack, essencialmente, em três frentes: saúde, educação e segurança. A ações referem-se, principalmente a palestras e orientação sobre a temática nas escolas; publicação e divulgação sobre o tema; e a intensificação de ações de repressão ao tráfico pela Brigada Militar e Policia Civil.


Carazinho
Programa Yacamim - Ampliação e Sustentabilidade
Programa Yacamim - Ampliação e Sustentabilidade

O Programa Yacamim, desenvolvido pela ADES – Agência de Desenvolvimento Econômico e Social da Região do Planalto Médio, surgiu a partir de uma iniciativa da rede de atendimento da criança e do adolescente de Carazinho, que iniciou, em novembro de 2002, após a assinatura, no Ministério Público, de um termo de compromisso de integração operacional com a Brigada Militar, Polícia Civil, Conselho Municipal de Entorpecentes, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Conselho Tutelar e Prefeitura Municipal.
As ações do programa ocorrem nos finais de semana, na Escola Erico Verissimo, com vistas a não atrapalhar as atividades escolares. O desenvolvimento destas ações ocorre através de oficinas coordenadas por educadores, valorizando o esporte e a cultura. E durante a semana acontecem na sede do Programa Yacamim, no Colégio La Salle, os atendimentos da coordenação, de psicologia, pedagogia, serviço social, reforço escolar, aulas de informática e cursos profissionalizantes oferecidos por instituições conveniadas.
O programa busca ser um agente catalisador de processos de transformação social que promovam soluções duradouras para a tríade pobreza, drogas e violência, ocasionando sensível redução dessas mazelas aos grupos atendidos e também no seu entorno.


São Gabriel
São Gabriel contra o Crime
São Gabriel contra o Crime

A presente campanha de alerta social, denominada São Gabriel Contra o Crime, tem como responsável o Ministério Público e parte da premissa de que o combate ao crescente abuso de drogas, particularmente o crack, deve ser aprimorado conjunturalmente no seio da sociedade, envolvendo-se todos os atores para atingir metas e objetivos de correção (repressão) e, principalmente, prevenção do problema. A alerta para a necessidade de engajamento e de atacar também as causas. O Ministério Público tem como parceiros representantes do Poder Judiciário, prefeituras de São Gabriel, através de suas Secretarias, e de Santa Margarida do Sul, Câmara de Vereadores, Brigada Militar, Polícia Civil, Conselho Municipal Antidrogas – COMAD, Conselho Tutelar e instituições educacionais, entre outros


Bento Gonçalves
Grupo Vida Livre

Em Bento Gonçalves, a união de esforços de 12 entidades, coordenadas pela Promotoria de Justiça, forma, desde o ano passado, o Grupo Vida Livre. Em reuniões mensais, os participantes discutem estratégias e ações sobre os eixos da desintoxicação, da Unidade de Dependentes Químicos, dos Centros de Apoio Psicossocial – Álcool e Drogas (CAPS - AD) e das comunidades terapêuticas.

Abordando o problema das drogas lícitas e ilícitas, entre elas o crack, o grupo tem desenvolvido uma série de levantamentos e pesquisas em diferentes áreas. O objetivo é reunir informações capazes de auxiliar na definição das ações mais adequadas a cada necessidade. O grupo é coordenado pelo promotor de Justiça Elcio Resmini Meneses, sob a orientação técnica do médico Ângelo Campana. Participam ainda Secretarias Municipais de Bento Gonçalves, Conselhos Municipais, Hospital Tacchini, instituições de Ensino Superior, entre outros, de caráter público e privado.

 


Piratini
Ação de Prevenção ao uso de Álcool e Drogas
Ação de Prevenção ao uso de Álcool e Drogas

Trata-se de ação de prevenção ao uso de álcool e drogas, realizada pela Promotoria de Piratini, através de palestras nas escolas estaduais e municipais (crianças de 7º e 8º). As visitas ocorrem de forma sistemática desde abril de 2009 com objetivo de informar e conscientizar os alunos dos malefícios causados pelo uso de drogas. Ainda, em conjunto com o conselho tutelar, brigada militar, polícia civil e Secretaria de Saúde do Município foram traçadas metas de atuação no combate ao consumo de drogas, cujas reuniões com estes segmentos da comunidade são realizadas mensalmente na Promotoria de Justiça.


Porto Alegre
NOICA/Núcleo Operacional de Integração à Criança e ao Adolescente em Situação De Rua

Sob a coordenação da Promotoria da Infância e Juventude de Porto Alegre, a rede de atendimento à criança e ao adolescente em situação de rua, formada por Ministério Público, Brigada Militar, Polícia Civil, Município de Porto Alegre, por suas diversas Secretarias, Conselhos Municipais da Criança e do Adolescente e da Assistência Social, Coordenação dos Conselhos Tutelares, bem como representantes de entidades privadas, reúne-se mensalmente para debater estratégias para proteção dos jovens em situação de rua e enfrentamento da epidemia do crack.


Porto Alegre
Rede de Atendimento para Tratamento de Crianças com Dependência Química

A partir do inquérito civil instaurado em 09.06.2008, estão sendo realizadas reuniões visando a estabelecer um fluxo de atendimento para crianças, com idade inferior a 12 anos, que apresentem dependência química, uma vez que estas não se beneficiam do tratamento em Comunidades Terapêuticas.


Sao Sepe
Crack. Ignorar Não é o nosso Vício?
Uma campanha que visa "combater as ações criminosas de violência e exploração sexual infanto-juvenil, que redundem em prática de crime contra os costumes, e o crime de tráfico ilícito e uso indevido de substâncias entorpecentes ou que determinem dependência física ou psíquica de crianças e adolescentes em situação de risco (pelo consumo de álcool e drogas, em especial CRACK"
AMP/RS - Av. Aureliano Figueiredo Pinto, 501 - CEP 90050-191 - Porto Alegre/RS - Fone/Fax: (51) 3254.5300
produzido por worbi